A empresa de Mark Zuckerberg responderá perguntas feitas por EUA

O Facebook enfrentou mais interrogatórios na última quarta-feira, 17/07, por parte de parlamentares americanos que possuem interesse nos planos da empresa para a criptomoeda libra. A convocação veio um dia após de senadores republicanos e democratas dizerem que a rede social não se mostrou de confiança para concretiza-lo.

O negócio de Mark Zuckerberg vem tentando fazer com que os parlamentares dos Estados Unidos passem para um lado favorável ao seu depois do anuncio de seus planos para o lançamento da libra no ano que vem e ser criticado por políticos e as pessoas que defendem o setor financeiro tanto no país quanto no exterior devido ao medo de que a implementação da nova moeda digital pelas 2,38 bilhões de pessoas que usam a rede social impacte o sistema financeiro.

Ainda na terça-feira desta semana o supervisor do invenção da libra, David Marcus, foi perguntado a respeito dos riscos que a moeda digital pode representar para o controle de lavagem de dinheiro, proteção dos compradores e privacidade de dados.

O lançamento da criptomoeda corre o risco de nem acontecer devido a um projeto de lei divulgado pelo painel que proíbe que empresas ligadas a tecnologia entrem no ramo de serviços financeiros.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.